“Respeito a livre escolha e a população tem o direito de usar os aplicativos”, diz Suíca

A polêmica sobre o projeto de lei que regulamentou os aplicativos de transporte em Salvador foi tida pelo vereador Luiz Carlos Suíca (PT) como superada após aprovação da peça em plenário da Câmara nesta quarta-feira (28). Para o edil petista, vice-líder da oposição, a medida atende um anseio da população soteropolitana. Ele destaca sua posição favorável ao projeto após longas horas de negociações na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para tratar de emendas e de medidas para facilitar a locomoção da população e de visitantes na capital.

“Minha posição em relação aos aplicativos segue a orientação do povo – que deve ter a liberdade. Sou a favor da livre escolha, não podemos fugir dessa questão da tecnologia em momento algum se quisermos avançar em relação à mobilidade e, principalmente, no desenvolvimento das cidades. Respeito os taxistas, respeito todos que atuam na área, mas o motorista de aplicativo deve ter o apoio legal – até porque a população apoia e eu votarei sempre a favor da cidade”, salienta o vereador. Um dos pontos tratados foi a limitação de veículos nos aplicativos, o que foi derrubado pela Câmara.

Outros pontos debatidos e que foram alvos de polêmicas são que os carros que estiverem inseridos no aplicativo tenham placas da Bahia e quem estiver rodando com placas de outros estados terá um ano para modificar a situação. A idade útil do automóvel será de oito anos e não cinco como queria a prefeitura de Salvador, assim como os veículos de táxis que passarão a ter idade útil de também oito anos. “O presidente Geraldo Júnior [SD] conseguiu democratizar o projeto, aceitou emendas importantes e votei favorável à peça”, completa Suíca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *